Programa Valorizar com 195 mil euros para dinamizar o Geopark Estrela

Um guia turístico e uma maqueta interativos, um filme 3D, painéis interpretativos, sinalética, obras de requalificação e apoio para promoção interna e externa. São estes os projetos do Geopark Estrela que o Programa Valorizar vai apoiar com 195 mil euros, numa iniciativa que funcionará como alavanca à candidatura deste parque a Geopark Mundial da UNESCO.
:
  

A desejada classificação internacional deverá ser decidida no início de 2019, altura em que a Serra da Estrela pode vir a integrar a internacionalmente reconhecida rede de 140 geoparques mundiais, de 38 países.

O acordo foi formalizado pelo Turismo de Portugal durante uma visita da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, ao Centro de Interpretação Geopark Estrela (CIGE).

Constituída em 2016, a Associação Geopark Estrela é constituída pelo Instituto Politécnico da Guarda, Universidade da Beira Interior e pelos nove municípios que abraçam a Serra da Estrela: Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Fornos de Algodres, Gouveia, Guarda, Manteigas, Oliveira do Hospital e Seia. No total, este geoparque estende-se por uma área de 2.216 quilómetros quadrados, onde se contam 170 mil habitantes.

Para a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, “este projeto é um passo importante para capacitar a Serra da Estrela para melhores condições de acolhimento e informação, essenciais para a classificação como Geopark Mundial da UNESCO. Com este projeto assinado no âmbito do programa Valorizar a Serra da Estrela vão também ter lugar ações específicas de promoção dedicadas a este território, âncora fundamental de desenvolvimento turístico da região”.

Mais Lidas